terça-feira, 21 de outubro de 2014

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Poesia de Freamundenses

COMPANHEIROS DO VENTO

Sempre que canto, não canto,
P'ra mostrar que sei cantar!
Canto p'ra aquecer o pranto
Dos que dormem ao luar!...

Porque sempre tive um leito
E não amargo o relento,
É que me faz ter respeito,
P'los companheiros do vento.

Meu mundo, ingrato e selvagem,
Tu não foste feito à imagem,
Da imagem por ti mostrada!...

Abre os olhos para a vida,
Que a morte já vem ermida,
Para mais uma caçada.

RODELA - "ALMA FREAMUNDENSE - POESIA COLECTIVA" - JULHO DE 2004

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Recomeço

Após 5 meses de inactividade, e após por várias vezes ter sido abordado na rua por pessoas que me incentivaram imenso a continuar, decidi reactivar o "freamundense". É um recomeço. O blog manterá a sua estrutura, com imagens e textos sobre Freamunde, e mais lá para a frente, com novas rubricas. Mas isso será lá mais para a frente.
Neste recomeço, o blog sofreu uma pequena alteração a nível gráfico.
Como sempre, o blog continua aberto às vossas sugestões, e também à vossa participação. Para isso basta comunicarem através do e-mail que se situa na barra lateral.
Para já é um recomeço. Com uma imagem captada no passado fim-de-semana. Um belíssimo anoitecer em Freamunde.
Cumprimentos a todos!

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Fim

Como tudo na vida, tudo nasce, tudo morre. Tudo tem um príncipio, tudo tem um fim. A vida é assim. O blogue "freamundense", depois de quase 7 anos de actividade (completa 7 anos dia 10 de Maio), cessa a sua actividade. Obrigado a todos, e a todas, que por cá passaram nestes quase 7 anos, e até qualquer dia! Bem hajam!
Viva Freamunde!

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Duas imagens da Primavera

Duas imagens dos nossos dias. Duas imagens desta bela Primavera cheia de cores. A Primavera é isto mesmo. É cor. Pura e simples. Primavera com temperaturas a fazer lembrar o Verão que se aproxima.
Algures neste belo jardim que se chama Freamunde.

terça-feira, 15 de abril de 2014

Gente da Nossa Terra

 ADÃO TEIXEIRA

Vai um joguinho de bisca,
de solo ou de sueca?
Venha cá que só arrisca
a perder uma caneca...

Uma caneca de chá
e biscoitos de sortido,
que a jogar assim não há
quem perca ou fique perdido.

Todo o mundo o respeitava,
pois também não se cansava
de fazer por ter respeito...

Nem mesmo quando a jogar,
a valer ou a brincar,
lhe apontavam um defeito!


sábado, 12 de abril de 2014

Foto do dia

As quatro estações são todas diferentes. Cada uma à sua maneira. Para mim a Primavera é a mais bela das quatro. Pela beleza. Pela beleza das cores. Pela beleza da luz. Pela sua variedade de cores.
Na Primavera tudo se transforma. Tudo se transforma deslumbrantemente. A natureza presenteia-nos com verdadeiras maravilhas...
Deixo-vos com uma destas transformações deslumbrantes, desta sempre belíssima Primavera...Algures num belíssimo jardim de Freamunde que não resisti a fotografar...Pela sua cor.