quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Supermassive Black Hole

É sempre bom e agradável descobrir novos blogues. Mas ainda é melhor quando essa descoberta recai sobre blogues de qualidade e também quando os autores são nossos conterrâneos. É o caso deste blogue que descobri recentemente e que merece uma visita demorada.
Não resisti a "roubar" (com a devida autorização do autor) esta belíssima foto para aqui partilhar convosco, pois é preciosa demais para não sêr partilhada... Esta belíssima foto, cujo nome é "Supermassive Black Hole", foi a foto vencedora do concurso "O Último Airbender-Passatempo Sapo Cinema/Zon". O autor da foto vencedora é Rui Santos, um nosso conterrâneo.
Aqui fica o link deste belo blogue que ao qual eu sugiro uma visita.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Pedaços de Nós

NA TASCA DA ARMINDA
------------
Dois "trigos" e dois bagaços
Duas mentiras p'lo meio
Três "caralhos" p'rós de Paços,
Vale mais um copo cheio.
------------
Com ar de quem desafia,
Esta tasqueira zangada
Consola quem a arrelia
Com mais uma "caralhada".
------------
Sete horas, e lá vem ela
P'ra atender a clientela
Com o "bichinho" a morder.
------------
Mas quando alguém a arrelia,
É uma manhã de alegria
Que não se pode perder.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Monumento aos Combatentes do Ultramar

Este monumento, criado e desenvolvido pelo escultor Gusto Ramos, pretende ser uma homenagem aos heróis da "Guerra das ex-Colónias", abrangendo não só os soldados obrigados a defender uma causa que provavelmente não era a sua, mas também os heróis negros, os nativos duma região que tentavam defender como sua, tombando ante a força do colonizador.
São sete colunas em granito erguidas ao alto, representando os sete dias da semana numa luta ininterrupta, um esforço inaudito que Freamunde pretende ali, simbolicamente reconhecer. Com a ajuda de José António Gomes Neto que ofereceu todo o granito e serviços de implantação.
Há linhas paralelas no branco da paz. Linhas paralelas porque não podiam convergir no alcance do objectivo colocado naquela causa. E há caras de dor, de martírio, com folhas de árvores africanas e algumas pombas de asas abertas, que simbolizam a esperança alimentada por ambos os lados num final capaz de gerar consensos e o melhor estar de todos. Foi este o pensamento materializado no monumento, que presidiu à concepção duma obra tão cheia de simbolismo, de beleza e criatividade. E fica ali enfrentando o tempo...
"Freamunde - Apontamentos para uma monografia"