sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Pedaços de Nós

A JUSTEZA DUMA RUA

Se Martinho "Catano" se chamou
este endireita-ossos cá da terra,
nome que a vila dita ser de guerra
e que nela p'ra sempre eternizou

Freamunde de Cima anda contente
e verdade se diga com razão:
na rua onde lhe bate o coração,
canta o nome dum filho dessa gente.

Quem destas redondezas ali passa,
só com mais de trinta anos na carcaça,
recorda aquelas mãos abençoadas,

recompensadas com cigarros "fortes",
contrariando o timbre dos seus nortes
por não quererem ser indelicadas

"Pedaços de Nós - Poesia ilustrada" - Julho de 2001

Nenhum comentário: