quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Esta é mesmo verdadeira

UMA CACAFONIA...PERIGOSA!...
Corina Freire foi uma das mais lindas mulheres que existiram no teatro português. Muito elegante, mal entrava em cena, logo esta se animava como se novos projectores se iluminassem. Possuidora de uma muito agradável voz, era um elemento indispensável no teatro de revista nas primeiras décadas do século passado. Constantemente disputada por todos os empresários e companhias de teatro ligeiro da época, muitos foram os êxitos a ela devidos e que andavam de boca em boca, como a canção das camélias, que toda a gente cantava e que eu próprio ainda hoje trauteio...com saudade. O sucesso dessa artista ultrapassou fronteiras e Corina Freire cantou e encantou em diversos palcos estrangeiros, tendo sido apresentada em Paris nos célebres "Lido" e " Olímpia" onde a nossa saudosa Amália igualmente brilhou.
Mas no seu tempo nasceu o cinema em Portugal e Corina Freire também por ele foi atraída, tendo entrado com grande sucesso, no filme "A Canção do Berço", que foi dos primeiros filmes a serem apresentados no antigo teatro Águia d'Ouro, quando esse passou a cinema.
António Soares Correia, o saudoso e impagável actor portuense interpelou um amigo que se dirigia ao cinema apressadamente:
- Preciso de falar contigo!...
- Agora não posso. Estou com muita pressa!...E já vou atrasado!
- Onde vais com tanta pressa?
- Vou ver a "Corina" no Berço!
- E porque é que ela faz isso? Coitada da criança!
Pergunta distraído o Soares Correia!...

FERNANDO SANTOS - "ESTA É MESMO VERDADEIRA" - JULHO DE 2001

Nenhum comentário: