quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Gente da Nossa Terra

ANTÓNINO

Meu grande amigo Antónino
este cravo moribundo
representa o peregrino
que tu foste neste mundo!

Não eras santo, bem sei,
nem de ti tal se esperava.
Só respeitavas a lei
que a natureza ditava.

És o meu oitavo irmão
e amigo do coração.
É com orgulho que o digo,

camarada e companheiro,
neste mundo traiçoeiro,
onde eu vivo por castigo!...

Nenhum comentário: