sexta-feira, 3 de junho de 2016

Bombeiros Voluntários de Freamunde ( VI )

2.1 O NASCIMENTO DA ABVF (SEGUNDA PARTE)
Os cargos da Comissão Executiva foram definidos numa reunião desta comissão realizada a 10 de Novembro de 1928, tendo ainda os seus membros deliberado agradecer à Associação de Socorros Mútuos, pela cedência de instalações para tudo o que fosse preciso para a nova instituição. Nos primeiros meses de arranque, a Comissão Executiva reunia com grande regularidade, quase semanalmente e sempre na Associação de Socorros Mútuos, nomeadamente para tratar de actividades diversas que levassem à angariação de fundos, desde a organização e realização de espectáculos teatrais, saraus musicais até à "Festa da Flor" que veio a marcar gerações de freamundenses.
A 17 de Dezembro de 1928 a comissão encarregada da organização e elaboração dos estatutos comunica à Comissão Executiva que se achavam esboçados os estatutos da futura Associação dos Bombeiros Voluntários de Freamunde pedindo que se mandasse marcar a assembleia-geral para os "apreciar e sancionar". Esta reúne a 17 de Janeiro de 1929 e, em face do que formalmente acaba de tomar conhecimento, solicita ao presidente da assembleia-geral, ou da grande comissão, que a convoque, o que veio a acontecer a 9 de Fevereiro de 1929. No salão da Associação de Socorros Mútuos, reuniu a dita assembleia, que após algumas intervenções dos assistentes e de serem introduzidas várias alterações ao projecto inicial, acabaram por ser aprovados os primeiros estatutos da instituição. A Comissão Executiva, após esta decisão, mandou extrair duas cópias que, "depois de devidamente legalizadas e por intermédio da administração" decidiu, a 15 de Fevereiro de 1929, enviar ao Governador Civil do Distrito a quem competia aprovar os estatutos.
 Entre esta data e 23 de Agosto de 1929 parecem ter hibernado, uma vez que não há registos de reuniões da Comissão Executiva. Nesta data, em reunião, o secretário apresentou a autorização do Governador Civil do Distrito para esta associação poder funcionar ao abrigo da Lei de 14 de Fevereiro de 1927, enviada por aquela autoridade à administração do Concelho de Paços de Ferreira, donde a tinham recebido. Mas, tendo verificado que, desta forma, não era reconhecida a personalidade jurídica que se pretendia para esta associação, foi de novo solicitado a aprovação dos mesmos estatutos e que fosse passado o competente alvará para que lhe fosse reconhecida personalidade jurídica. Mais tarde, a 15 de Outubro, foi exigida a remessa de mais um exemplar dos estatutos. Cópia que foi enviada, via administração do concelho, ao Governo Civil do Distrito. Só a 11 de Fevereiro de 1930 a Comissão Executiva recebeu então o exemplar dos estatutos desta associação e o alvará da sua aprovação pelo Governo Civil. Os documentos foram recebidos da Administração do Concelho juntamente com um ofício do Administrador, em que esta autoridade oferecia "toda a sua cooperação em prol da prosperidade da nossa Associação". A Comissão Executiva agradeceu a oferta e oficiou o presidente da assembleia-geral para convocar as eleições, o que veio a acontecer a 27 de Fevereiro de 1930.
Ofício da Câmara à Comissão Administrativa
Presidida pelo Pe. Florêncio Pinto de Vasconcelos, a primeira assembleia-geral eleitoral, teve como secretários Arnaldo Nunes de Oliveira e Adolfo Ferreira Leão de Moura, realizou-se em segunda convocatória, com o número de sócios presentes, elegeu como primeiros corpos sociais da Instituição:
ASSEMBLEIA-GERAL:
Presidente: Dr. Alberto Carneiro Alves da Cruz (médico)
Primeiro secretário: Adolfo Ferreira Leão de Moura
Segundo secretário: Alfredo da Silva Cabral
DIRECÇÃO:
Presidente: Tenente Carlos Luciano Alves de Sousa
Vice-presidente: António José de Brito
Tesoureiro: António Joaquim Gomes da Costa Torres
Primeiro secretário: Joaquim Pinto Pereira Gomes
Segundo secretário: Leopoldo Pontes Saraiva
Vogais: Armando Nunes de Oliveira e Adriano Pinto Martins Leitão

JOÃO VASCONCELOS - "BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE FREAMUNDE - 75 ANOS"

Nenhum comentário: