quarta-feira, 20 de julho de 2016

Pedaços de Nós


ARNALDO GUERRA

Fiu, fiu, é o Arnaldo Guerra.
Vão chegar as encomendas,
Ainda o carro vem na serra,
Já ele espera pelas tendas.

Como "graxa" é boa pessoa,
Nunca lhe faltou carinhos,
Pois tinha sempre uma "croa"
Para oferecer uns "neguinhos".

Em qualquer tasca, se aberta,
Ele lá está pela certa,
Quem por certo não o viu?

Sentado na sua caixa,
Com a latita da graxa,
Sempre contente, fiu, fiu...

Nenhum comentário: