quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Pedaços de Nós

EM HONRA DA MINHA MÃE

Vou pintar minha mãezinha
tal e qual como ela era
essa flor da primavera
que ela se dispôs a ser minha!

Foi enteada da vida,
desde o berço até à morte;
a roda que arrasta a sorte
sempre andou de si fugida.

Coitada da minha mãe
que viu partir o meu pai,
uma criança crescida

e transformou-se em mulher,
a ver os filhos crescer
na dura luta da vida!

Nenhum comentário: