quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Sport Clube de Freamunde - Vida e Glória ( XI )

ÉPOCA 1942 / 1943
O FLAGELO DA GRANDE GUERRA
Nestes primeiros anos da década de quarenta, na nossa região, expressamente rural, a situação económico-social era precária. Os tempos eram mesmo bem difíceis, agonizados com o terror da Grande Guerra.
Com as bolsas vazias - lutava-se simplesmente pela sobrevivência - poucas eram as pessoas que assistiam aos desafios, quase sempre deficitários.
Foram, sem dúvida, terríveis tempos de contenção financeira que condicionaram fracas afluências. Os portugueses, em especial os nortenhos, foram atingidos por uma grave crise alimentar, motivada pela escassez de bens essenciais e pelo aumento dos preços, sobretudo devido ao açambarcamento e à especulação de comerciantes sem escrúpulos. O desemprego atingiu taxas enormes. Havia muita gente com fome e com vontade de assaltar as mercearias existentes.
Os próprios alimentos eram racionados. Casais havia que às refeições "disputavam" a única sardinha disponível: cabeça para um, rabo para outro. A vida não estava mesmo para brincadeiras.
O campeonato teve poucas equipas.
A Série B, foi composta apenas por duas equipas: Freamunde S. C. e Rio Ave F. C.
No primeiro encontro, disputado nesta Vila, o árbitro indigitado primou pela ausência.
Por acordo mútuo, o confronto, apitado por João Taipa, foi considerado de índole amigável, pendendo a vitória para os Vila Condenses por 3-1. No entanto, a Associação de Futebol do Porto acabou por ratificar o resultado.
No desafio de retribuição, os Freamundenses deram-se mal com os ares marítimos, sendo derrotados copiosamente por 7-2.
Para definição classificativa entre os últimos das restantes séries, os "Capões" bateram-se com o Canidelo. No "Carvalhal", registou-se um empate a duas bolas. Em Gaia, a vitória sorriu aos azuis e brancos por uns esclarecedores 4-1. Contudo, como a camioneta que transportou a comitiva avariou, e o encontro teve o seu início para lá do tempo regulamentar, o conselho técnico da Associação de Futebol do Porto atribuiu falta de comparência ao Freamunde Sport Club.
Nos jogos que decidiam a descida à Promoção, o Tirsense levou a melhor. Na 1ª mão, no "Carvalhal", registou-se um empate a zero bolas. Já em Santo Tirso, os "jesuítas" foram indigestos para os azuis que saíram vergados a uma pesada derrota por 5-0.
 PARA ALÉM DO FUTEBOL
Mas nem só o futebol tinha adeptos na panorâmica desportiva da época. O ciclismo, modalidade muito popular, arrastava às bermas das estradas imensidões de simpatizantes, sempre prontos no incitamento aos heróis da bicicleta.
Levados pela "onda", os dirigentes do Clube do "Carvalhal" tomaram a peito a organização do "I Circuito de Freamunde" que se disputou no dia 4 de Outubro de 1942.
A prova constava de 4 voltas - aproximadamente 80 kms -, com partida do centro da Vila, às 16:30 horas, e passagem por Ribas, Raimonda, Figueiró, Carvalhosa, Meixomil, Sobrão, Paços de Ferreira e termo em Freamunde, junto à Praça do Mercado, onde estava instalada a meta final.
Entre dezenas de independentes inscreveram-se ciclistas de grande nomeada, provenientes do F. C. Porto, Sangalhos, Académico e Salgueiros.
Vários prémios foram instituídos: 700$00 (valor a distribuir pelos cinco primeiros classificados), 6 taças, um envelope mistério, 100$00 da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, 6 queijos de 1 quilo, 1 manípulo, 2 espelhos de porta bagagens e duas campaínhas. Também a Quinta do Paço ofertou 1 queijo de 250 gramas a todos os corredores concorrentes. Estes valores e troféus, patrocinados por Fábrica "Albar", Fábrica António Pereira da Costa, Freamunde Sport Club e Sociedade Columbófila de Freamunde, foram entregues, à noite, em sessão solene realizada no salão da Associação de Socorros Mútuos Freamundense. Também a imprensa foi alvo de uma singela homenagem.
O grande vencedor deste Circuito foi o valoroso ciclista do F. C. Porto, Império dos Santos, logo seguido pelos colegas Manuel Cardoso e José Pardal, Armando Esteves do Sangalhos, Fernando Moreira, também do F. C. Porto e Belmiro Correia do Académico.
Na categoria de Iniciados - Prova Extra - foi galardoado Mário Teles de Freamunde.
JOAQUIM PINTO - "SPORT CLUBE DE FREAMUNDE - VIDA E GLÓRIA" - 2008

Nenhum comentário: